0

Amanhecer no Tejo

20140414_070026

Amanhecer no Tejo é poesia pura,  ainda mais quando pensamos as histórias que ele guarda.

Foi dali que as caravelas saíram, entraram escravos e invasores, navios de carga, de passageiros e de mercadorias, tanta inspiração saiu dali daquele rio…

Sabiam que é maior rio da península Hibérica? ah pois ééééééé.

Nasce em Espanha e deságua em Lisboa.

Impossível não sentir a energia que ali permanece…

Mas eu estava ali com o “A” para admirar cada raio de sol ao amanhecer e digo-vos que foi

um nascer do dia mais do que  es20140414_065537pecial.

20140414_071141

20140414_071332

0

Dieta já!

Dia de folga preguiçoso, mas bora matar essa preguiça e malhar o corpitcho.

Sair do nosso ambiente sempre nos faz repensar na vida, e fazer um balanço do que está bem e do que não está.  Voltei de viagem com alguns kilinhos a mais e algumas certezas, e uma delas é de que preciso cuidar mais da minha saúde.

Tenho sido muito displicente com a minha alimentação, que desde que mudei para Portugal, mudou muito e a  consequência disso, foram 10 kg, que se agarraram a mim e não quiseram mais me largar kkkk. Está na hora de tratar desse assunto, antes que não consiga mais me mexer por obesidade mórbida ( tão exagerada que eu sou).

Visitei um nutricionista e tive a noticia que eu já sabia, preciso perder 11 kg.

Na verdade, desde a minha adolescência,  tento dietas de todas as formas, dieta da lua, dieta do abdomen, dieta dos 30 dias…enfim, com a maturidade e muita frustração,  aprendemos que o mais sensato é aprender a comer e fazer exercícios.

E assim estou eu, me reeducando e suando a camisa.

Os resultados virão mais lentamente do que aquelas dietas malucas, mas acredito que assim é que deve ser, adotar um estilo de vida mais saudável pra sempre e não só para perder quilos.

Importante ler e se informar. A qualidade nutricional  dos alimentos é muito importante

Importante ler e se informar. A qualidade nutricional dos alimentos é muito importante

20150706_132210tenis-salto-alto-dourado_176337_600_1

Força e fé!!!

0

Miami – Dia 10 de 10 – o último.

DSC_0054_1

Os dias em Miami chegaram ao fim, e o meu diário de viagem também.DSC_1523

Como é bom , conhecer um lugar sob o olhar  da pessoa que tanto adoramos e admiramos,tudo fica mais especial.O “A” está morando em Miami a 3 anos, e foi muito bom conhecer os cantinhos que ele frequenta e os amigos que ele fez por lá.

E assim passamos 10 dias, muitas comidinhas gostosas, que me renderam uns quilinhos a mais, ( já estou tratando disso), praia, passeio de kaiak, entre outras coisas…

No último dia, tomamos café da manhã no Starbucks e depois fomos para mais uma programação surpresa. Um trânsito descomunal e o calor era muito, eu já vivendo a despedida…tudo isso gerou um stress chatinho e de repente fui desbancada com a surpresa deliciosa de um restaurante com uma vista fantástica, muito intimista e exótico

DSC_1542DSC_1545DSC_1549DSC_1548

Tivemos um almoço diferente, com um sushi man a cozinhar para nós em meio a performances com talheres e temperos. Da mesa víamos a Intercostal e barcos enormes passando ali mesmo à nossa frente, bizarro. Adoramos o lugar.

Em seguida, comprinhas de última hora no Target e o tão temido aeroporto

Despedidas sempre me causam mau estar, e sempre digo que não sou feita para elas, mas quem é? Nesse caso, foi apenas um até logo.

Sobre a minha impressão da viagem? Um clima super agradável, apesar de gostar de calor a humidade é mais que muita. Água do mar quente e cristalina, o que me agrada muito, tudo muito suntuoso e agradável aos olhos mas com aspecto um pouco falso e pouco duradouro, como estar num  cenário de hollywood. Mas depois vem a parte menos boa….as pessoas parecem solitárias, só andam de carro, raramente se vê pessoas andando na rua ou aproveitando os quintais e piscinas virados para os diversos canais.Tudo é “over”, carros monstruosos e vemos garotos e garotas dirigindo desde os 15 anos, acompanhados  por um adulto, o que não reduz o risco de acidentes. Loucura !

Restaurantes com várias  TVs são comuns, Americano vive para ver desporto nos vários bares. Armas disponíveis por lei ,dão alguma insegurança quando as pessoas as tem para o oposto… Por fim… tudo muito fora de medida e descompensado.

São felizes assim, e o que para eles é normal, para nós é  ignorância. Para eles a.América é O Mundo e tudo se pode.

De qualquer forma, adorei conhecer um pouquinho da américa, é um povo muito cordial e gentil.

DSC_1565DSC_1558

0

Miami-Dias 8 e 9 de 10

received_10206931444514777

lauderdale

lauderdale

dsc_0067

Intercostal com casas deslumbrantes

Estes dias tem sido cansativos e estou atrasada com o meu relatório de viagem, desculpem, por isso, e para não massar mais, resolvi mostrar os 2 dias de uma vez, até porque ja há muitas coisinhas novas de que quero falar.

As férias estavam chegando ao fim e eu já com aquele friozinho na barriga da despedida, cada minuto foi saboreado à medida para não escapar nada.

E assim foram os nossos dias…

0

Miami – Dia 7 de 10

 

 

Miami City

Miami City

Art Deco district - Miami

Art Deco district – Miami

lighthouse

lighthouse

Miami city

Miami city

Hoje o dia foi para visitar Miami. Fomos até  south Miami, Biscaine key e Virgínia key. Demos uma volta a pé pelo parque e tiramos muitas fotografias.

Fomos para Miami beach, o trajeto é muito bonito, achei a cidade muito bem planejada, depois, para o art deco district. aonde filmaram miami vice, lugar um tanto quanto barulhento e impossível de estacionar, mas tem seu charme, os bares cheios, ambiente alegre, e bem americano, muitos drinks, carros caros, música alta

Na volta passamos numa loja de caça e pesca enorme e meio assustadora, muitos animais empalhados e armas e espingardas ali para quem quiser comprar.

Revólver e cassadeiras à disposição para quem quiser comprar.

Revólver e cassadeiras à disposição para quem quiser comprar.

Essa cultura americana do “tudo pode” me faz muita confusão e entrar nessa loja me deu um certo mal estar. Nunca fui a favor de caça e ver aqueles bichinhos empalhados ali não foi simpático.

Passamos em casa para um banho rápido, e

Colega empalhada.

Colega empalhada.

para uma repaginada no visual.

Jantamos no Havana, música ao vivo, que eu particularmente adoro e comida muito boa. Matei as saudades da mandioca, que só comi quando vivia no Brasil. Incrível como cheiros e paladar, assi  como a música podem nos fazer regressar no tempo.

Foi um dia muito gostoso, e mais uma vez ele acertou nas escolhas.

0

Miami – Dia 6 de 10

O dia acordou lindo, com o astro rei a brilhar e nos convidando a pular cedo da cama, e assim foi. Mais umas pedaladas até o nosso Nauti dawg, o eleito para nos fortalecer de calorias e boa disposição.  Já dava por mim a acordar e pensar na omelete de salmão e cream cheese…como é possível em tão pouco tempo, já viver com a sensação de que não saberei mais viver sem aquelas manhãs…Já tenho saudades, mas claro que muito mais do meu companheirinho, meu cicerone, o melhor do meu mundo!

Tivemos a agradável surpresa de que duas amigas do “A” que conheci naquela manhã, acabadinhas de chegar de Inglaterra , e que diga-se de passagem, simpatizei muito… apareceram para degustar as primeiras horinhas da manhã conosco. Foi mesmo muito agradável e especial conhecer e conviver com a mulher de uma pessoa tão especial para o “A”.

Nos despedimos ali, pois elas iam para Orlando e nós, depois de trabalharmos um pouquinho no blog, seguimos para Delrey. Andamos por ali a pé e fizemos um pit stop no mellowmushroom, umas pizzas deliciosas, que me lembraram bem as de São Paulo, com aquela massa gostosa e um recheio generoso.Ambiente simpático,  podendo se quiser, experimentar vários tipos de cerveja, a música,  um pouco alta demais para o meu gosto.

Pizza by mellowmushrum

Pizza by mellowmushrum

received_10153499426615649

A seguir ao almoço, fomos dar uma volta a pé, pela Atlantic boulevard, cheia de bares charmosos. Depois fomos até a praia, passando por Boca Raton, muito falada pelo meu serial killer preferido “Dexter”, uma avenida cheia de bares charmosos. Paramos no Dubliner pra comer um hambúrguer e ouvir uma musiquinha.

Hamburguer by Dubliner

Hamburguer by Dubliner

E assim encerramos mais um dia.

Sanbar

Sandbar

20150606_001556received_10207022007018783

0

Miami – Dia 5 de 10

Hoje a viagem foi mais longa e por isso, as 5:15, o despertador tocou e eu nem queria acreditar! Mas como aqui a preguiça não tem vez, não tive escolha. Carregar o carro e pé na estrada.Destino: KEY WEST.Parada obrigatória para um café e desta vez, café de gente grande na Starbucks em KEY LARGO.

Próxima parada…ISLAMORADA. Deparamos nos com uma loja de caça e pesca ” wide sportsman”  de tirar o fôlego, quando entramos, a sensação foi mesmo essa tamanha a imponência da decoração. As fotos falam por mim. O barco que vão ver, praticamente tomando todo o espaço da loja, é uma réplica do barco do escritor de best sellers Ernest Hemingway. received_10206925868095370

Era ali que ele muitas vezes escrevia os seus livros e encontrava inspiração.received_10206925868855389

Depois de vislumbrarmos cada cantinho da loja, encontramos uma doca, com uma vida subaquática fantástica.Aqui em Portugal chamamos alforrecas e no Brasil, medusas.received_10206925869375402 Pois bem, essa coisinha fofa aí é assustadora, já que queima, uma colonia inteira ali embaixo dos nossos olhos. Espectáculo!  Nem fotos nem vídeos conseguiram retratar a beleza que elas tem, a suavidade de movimentos.

Mas é tudo muito bonito, e onde está o banhinho de mar que eu tanto aprecio? Era a próxima parada.

Key west. Água turquesa

Key west. Água turquesa

received_10206925866855339received_10206925851774962

Tenho uma reclamação a fazer…o mar de Portugal é muito friiiiio. Que maravilha poder ficar no mar sem medo que meus dedinhos fiquem roxos e caiam…sim, porque a sensação  é essa! Matei as saudades da água quente que já não sabia o que era desde a minha vinda para Portugal.

Em Marathon, almoçamos camarão com coco e manga e camarão coberto de massa de caranguejo.O restaurante ficava à beira da água e a vista é simpática. Noto que os americanos por habito ter sempre televisões, nesse caso, eram 6 monitores cada um com uma imagem, que exagero!dsc_0207dsc_0178

Chegamos finalmente a KEY WEST.

No trajeto todo, o que nos chamou a atenção é que o que tem a mão do homem, está com aspecto sujo e porco, agora, o que compete à natureza, nao deix a desejar. O mar tem uma cor linda de morrer, e é um lugar indicado para mergulho, para os aventureiros como nós.  Ficou para a próxima viagem, um mergulho no mar de key west. Sempre bom ter um motivo para voltar , )

Key west nos reserva ainda, uma descoberta à old town, como se fosse um segredinho que desvendamos quando deixamos o carro para traz e resolvemos ir por ali afora.dsc_0263received_10206925841294700

Galinhas à solta com a familia toda à volta, é digamos, que um dos símbolos de key west, é muito comum encontrá -las por ali, sem medo das pessoas, no meio de uma lanchonete, disputando as migalhas de pão que vão nos caindo das mãos. É divertido. A cidade  é cheia de personalidade e estilo, ao mesmo tempo que nos lembra uma cidade do velho oeste, nos puxa para os tempos modernos quando vemos lojinhas cheias de tranqueirinhas para turistas consumirem.

Um geladinho, porque ninguém é de ferro com tanto calor, e pé na estrada de novo porque a volta é longa.

A nossa maior aventura, foi sermos escoltados pela polícia na volta, durante 37 milhas, ops, excedemos um tiquinho de nada a velocidade, mas eles aqui não brincam em serviço. Não nos pararam, deve ter sido só uma pressão.

A lua cheia nos acompanhou a viagem toda.

Fizemos ao todo, 724 km.

dsc_0269