0

Iniciando 2016

Olá, como foram as festas de fim de ano?

FELIZ 2016!!!

8184_10208394125960899_8685662880051658865_n

Foto:  Guilherme de Castro

Depois de almoços e jantares de Natal, estávamos tão cansados,que resolvemos ficar em casa a ver os fogos da virada no nosso terraço.O “A” ainda não tinha passado essa época na nossa casa nova e foi delicioso e tranquilo.

Que espetáculo!!!

1919212_10208394126040901_1028467474125517038_n

Foto: Guilherme de Castro

Que venha um ano cheio de energia!!!

Como adoro começar o ano! Há aquela esperança de que tudo será melhor, de que faremos diferente, agora com mais sabedoria, de que novas oportunidades surgirão...mas na verdade nós é que temos que fazer por acontecer não é?

Então proponho um exercício:

Começo de ano, limpeza  em casa e na alma!

Vamos descartar o que não serve mais? Pensamentos, atitudes, aquela roupa e acessório que não usamos mais…Há tanta gente precisando, vamos doar, reciclar?

Comece pelas coisas materiais, roupas, sapatos, bijouterias, bolsas…

Em seguida vá para a papelada, na minha opinião a mais chata.

Vai ver que se sentirá mais leve e feliz.

Acredito muito em energia, e acúmulo de coisas é energia estagnada.

Para entrarem novas energias na sua vida é preciso que haja lugar, e para isso, desapegue-se.

Mãos à obra!

crianca-carregando-roupas-50802

Eu já comecei a minha.

Bom, agora que já pôs em ordem a sua casa, vamos tratar da alminha?

Acho que a forma mais fácil de organizar as idéias, é passá-las todas para um papel.De um lado selecione tudo o que lhe desagrada, do outro tudo o que tem a agradecer. Vai ver que tem mais para agradecer do que para pedir.

Depois escreva as metas alcançadas e as que tem para alcançar.

Deixe esse papel visível, não jogue fora, a princípio o seu subconsciente já gravou…

Deixo um texto para refletirmos e começarmos o ano com energias renovadas e pensamentos positivos!

Bom ano para todos!!!

” No meio do frenesi, sequer damos conta do que realmente acontece ao redor. Que dirá dos desdobramentos íntimos. Quantas coisas prazerosas e significativas você deixou de fazer por causa do seu desatino? Aonde quer chegar nessa carreira? Convertidos em nossos próprios observadores, nos tornamos capazes de constatar o grande nó: o fato de que atropelamos a existência. Que tal transformar essa descoberta em mudança?                         -Saiba que é sempre tempo de rever e formular padrões de comportamento. Sentir culpa pelos equívocos e se arrepender dos deslizes só irá reforçar a postura de vítima. Prefira o lema: ” Ano novo, paradigma novo.” O erro nasce da coragem de tentar. Portanto, abrace o fracasso como uma linda oportunidade de crescimento. A partir dele fazemos novas tentativas, com mais firmeza e sabedoria. Não por acaso, o sucesso, em geral, só chega depois de muito errar- e aprender, claro!”

 

Texto de Dra. Márcia de Luca

Especialista em Yoga, meditação e ayurveda.

Colaboradora neste post: Rosângela Freitas

 

Anúncios